Anexos

Autor (a): Rainbow Rowell
Editora: Novo Século – SP
Páginas: 368
Classificação: 4

Anúncios

downloadBeth Fremont e Jennifer Scribner-Snyder sabem que alguém está monitorando seus e-mails de trabalho. (Todo mundo na redação sabe. É política da empresa.) Mas elas não conseguem levar isso tão a sério, e continuam trocando e-mails intermináveis e infinitamente hilariantes, discutindo cada aspecto de suas vidas.
Enquanto isso, Lincoln O’Neill não consegue acreditar que este é agora o seu trabalho – ler os e-mails de outras pessoas. Quando ele se candidatou para ser “agente de segurança da internet”, se imaginou construindo firewalls e desmascarando hackers – e não escrevendo um relatório toda vez que uma mensagem esportiva vinha acompanhada de uma piada suja. Quando Lincoln se depara com as mensagens de Beth e Jennifer, ele sabe que deveria denunciá-las. Mas ele não consegue deixar de se divertir e se cativar por suas histórias. No momento em que Lincoln percebe que está se apaixonado por Beth, é tarde demais para se apresentar. Afinal, o que ele diria…?

 

E a resenha da vez é Anexos, da Rainbow Rowell.

Pra ser sincera, eu demorei um pouco pra ler esse livro, porque achei meio chato no começo, achei que no começo a escrita não é fluida o bastante, pra me deixar com vontade de ler, mas depois percebi que eu precisava ler com mais vontade, sem pensar na escrita ou que o livro é chato, porque acho que quando estamos lendo, pensar esse tipo de coisa nos atrapalha na leitura, pois depois achei o livro muito interessante.

Ele conta a história do Lincoln, que é o famoso cara do TI em um jornal, mesmo que ninguém saiba o nome dele, mas isso em 1999, quando a internet estava começando a ganhar espaço nas empresas.

Ele trabalha a noite no jornal, e a função dele basicamente é ler os emails dos funcionários, isso mesmo, ele tinha que bisbilhotar os funcionários, isso porque no jornal é proibido trocar emails pessoais, e ele tinha que enviar notificações de advertência para quem ficasse conversando sobre coisas pessoais no trabalho, ele devia fazer isso com todos os funcionários, menos dois, ou duas, melhor dizendo.

Isso porque tem duas funcionárias específicas que aparecem todo dia nesse filtro de email pessoal que ele recebe, a Beth, que é colunista de cinema no jornal, e a Jennifer que é revisora. Elas são muito amigas, e ficam o dia inteiro conversando no trabalho, e por isso o Lincoln deveria mandar advertência pra elas, mas ele não consegue, porque ele começa a gostar delas, se sentir como se fosse amigo delas, já que ele sabe tudo que elas conversam.

Ele faz isso, porque ele trabalha a noite, então ninguém sabe quem ele é, ele é tímido, então ele não sai muito, não é de conversar muito, então ele tem essa dificuldade de interação, fora que ele não gosta do trabalho dele, ele acha que ganha pra não fazer nada, só pra bisbilhotar a vida das pessoas, e trabalha a noite, que ele também não gosta, só que ele não procura outro emprego, não sai pra conhecer gente nova e ainda mora com a mãe, o que o deixa meio que sem privacidade, e sente como se não tivesse fazendo nada importante pra ele, por isso que quando ele lê os emails da Beth e da Jennifer, ele não manda advertência, porque ele quer que elas continuem conversando, pra ele continuar lendo as conversas, mesmo que ele ache isso errado.

O fato dele morar com a mãe só começou a incomodá-lo nesse emprego, quando ele parou pra pensar que ele não está fazendo nada importante, e ele repara que a única coisa que ele gosta, é de ler os emails das duas.

Mas nessa leitura de email, ele começa a gostar demais do jeito que a Beth escreve, ele a acha engraçada, inteligente, e ele que pensava que as duas eram como se fossem amigas dele, começa a ver a Beth de uma forma diferente, mas ele não sabe como ela é, ele nunca viu as duas pessoalmente, não sabe como a Beth é fisicamente, e mesmo assim ele se apaixona por ela, e ela que o viu algumas vezes, mesmo sem saber que ele é o cara que lê os emails dos funcionários, começa a chamá-lo para a Jennifer de ” O cara fofo”, mesmo sem ela saber que ele está lendo, e ele não sabe que ele é o cara fofo da Beth.

Quando ele se apaixona por ela, ele percebe que tem que começar a fazer algumas coisas de verdade, como se exercitar, sair da casa da mãe, procurar outro emprego, sair mais, ou qualquer coisa, porque ele percebe que precisa fazer algo pra ele.

O legal desse livro é que nós percebemos o crescimento pessoal dos três personagens, principalmente do Lincoln.

Esse livro é um romance, mas a autora antes de mostrar o romance, ela mostra como cada personagem evolui, cresce, e quando os personagens estão mais maduros, é que ela mostra o romance.

Concluindo – Como eu já disse, é um livro de romance, mas também é um livro de reflexão, crescimento, amadurecimento, e também de humor, pois os emails da Beth e da Jennifer são bem legais e muitas vezes bem humorados. Vale a pena ler.

Beijos e ótima leitura.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s